Sitey: Análise completa do Construtor

Recentemente chegado ao mercado, o construtor Sitey veio para oferecer um serviço eficiente de criação de sites. O Sitey permite a uma média ou pequena empresa criar uma presença digital de maneira bem fácil e intuitiva.

Ele trabalha com a criação de sites institucionais, blogs e até lojas virtuais. Tudo isso somado a um site responsivo, que se adapta automaticamente a qualquer resolução de tela.

Infelizmente, o editor está disponível somente em inglês e seu método de pagamento aceite apenas moeda internacional (dólar).

Apesar disso, a interface deste editor é incrivelmente intuitiva, o que pode aliviar para o usuário iniciante que não entenda inglês.

Modelos & Templates

No Sitey, os templates disponíveis são aquilo que a gente poderia dizer “não ter o que reclamar”. Além de ter uma grande quantidade, os modelos são elegantes e modernos, fiéis às novas tendências de webdesign que estão aí no mercado.

Pode-se dizer que este é um dos setores mais caprichados do Sitey. O formato é bem variado, com larguras curtas e outras mais largas, estão ordenadas em categorias, com temas que variam de Bandas de Rock a sites de Casamento.

Todos os modelos estão em inglês, mas o usuário poderá personalizar todos os textos do site, através do editor.

Um ponto negativo é que o Sitey não permite que os usuários pré-visualizem o template antes de escolherem definitivamente, pois, pelo que parece, após fazer a escolha e editar, não e mais possível trocar de modelo.

Facilidade de Uso

“É seu, você faz o que quiser!”. Assim que se define o editor do Sitey. Você tem liberdade completa para desenhar o site da maneira que bem entender, movendo objetos livremente pela tela, sem ficar “agarrado” em espaços pré-determinados, como acontece em outros construtores de sites.

Recheado de funções

Além dessa facilidade proporcionada pelo ‘drag and drop‘, o editor possui muitos recursos, que são prontamente acessados a partir da barra lateral.

Não há dificuldades em identificar o que corresponde cada função do editor.

Entretanto, essa tarefa pode ficar um pouco complicada para usuários de primeira viagem, isto é, aqueles que nunca tiveram contato com nenhum outro construtor de sites ou que não tentou criar um site nenhuma vez na vida.

Também vale observar que, para funções mais complexas, como por exemplo, adicionar um elemento no cabeçalho, configurar estilos, tamanhos e posições, será necessário um tempo para aprender e se habituar ao uso do editor.

Recursos & Funcionalidades

Disposto a satisfazer tanto usuários leigos quanto aqueles com conhecimento mais avançado, o Sitey vem com configurações simples e outras um pouco mais complexas como, por exemplo, oferecer diversas alternativas e alterações de cores, estilos e efeitos.

O editor do Sitey conta com várias funções e tem recursos bastante úteis para a criação de um conteúdo e design bem atrativo.

O usuário poderá inserir facilmente textos, videos, áreas, formulários, navegação em scrool, arquivos, documentos e outros.

Como de costume, vale avisar: o Sitey é um bom construtor para se criar um site com funções básicas ou de empresas pequenas e profissionais liberais (fotógrafo, arquiteto, etc), mas não conta com recursos suficientes para se fazer um site mais complexo, como Imobiliárias, Concessionárias de Veículos, Classificados, entre outros.

A tabela abaixo mostra alguns recursos disponíveis no Sitey, confira:

  • Usar seu próprio nome de domínio: Permite a conexão gratuita de um nome de domínio mediante a contratação de um plano Pago.
  • Hospedagem Grátis: Possui servidores próprios para armazenamento dos sites criados.
  • Editor  ‘Arrastar & Soltar‘: Sim, pode-se arrastar qualquer elemento livremente ao redor da tela do editor.
  • Site Mobile: Um site otimizado para mobile poderá ser criado se o usuário contratar um plano Premium.
  • Loja Online: Possui um sistema de loja online. Entretanto, como não pude fazer testes de configurações, pois para isso teria que contratar um plano pago, não tenho como dar detalhes do funcionamento deste e-commerce.
  • Monetização: Pode-se rentabilizar o site através da adição de códigos de afiliado, como o Google Adsense, por exemplo.
  • Estatísticas de Visitas: O Sitey oferece estatísticas de visitas, mas para usá-lo, é necessário ativar um plano pago.
  • Email de domínio: Permite a criação de emails com domínio próprio (ex: você@seudominio.com), mas somente no plano e-commerce.
  • Redes Sociais: Integração com ferramentas sociais: Facebook, Google+ e Twitter.
  • Blog: Há uma excelente ferramenta de Blogs, com posts publicados em ordem cronológica e comentários.
  • Sistema de Pesquisa: Não há uma ferramenta de busca.
  • Email Marketing: Não oferece um sistema para envio de emails em massa.
  • Inserção de códigos HTML: Aceita códigos HTML através do uso de aplicativos.
  • Páginas protegidas por senha: Não oferece páginas com acesso restrito.
  • Backup/Download: Recurso indisponível, não há como o usuário fazer backup dos arquivos do site. Também não é permitido fazer download dos arquivos para hospedar o site em outro servidor.
  • Plugins: A opção ‘Widgets’ fornece alguns poucos tipos de plugins, a maioria voltados a Redes Sociais.
  • Alteração de Template: O usuário não poderá alterar o template após escolher um.
  • Site Multilíngue: Função indisponível.

SEO – Otimização

A estrutura SEO dos sites feitos no Sitey é muito boa.

Ele possui URL amigável, isto é, sem códigos. Tem também configuração de Tags e acesso ao elemento Head das páginas.

Para ajudar na otimização, o construtor também permite:

Cadastro no Webmasters Tools do Google

Personalização da URL

Configuração SEO de cada página

Título

Descrição

Palavra-chave

Preços

Os pacotes de preços do Sitey são mais caros do que a média.

São todos cobrados em dólares e é preciso ter um cartão internacional ou uma conta no Paypal com saldo em dólar para poder fazer a compra de um pacote.

Os planos podem ser pagos mensalmente ou anualmente.

Confira abaixo os detalhes dos pacotes de planos:

Sitey

Também há vantagens exclusivas para assinaturas anuais.
Por exemplo, para receber um domínio próprio grátis, é necessário que a assinatura do plano seja de ciclo anual, no mínimo.

Suporte

Como visto até aqui, o Sitey não tem estrutura voltada ao mercado brasileiro. Isso faz com que o suporte seja limitado ao inglês.

Apesar disso, eles possuem uma base de conhecimento muito ampla e cheia de opções, com vários tutoriais voltados a iniciantes e também a usuários avançados.

Sitey

Para entrar em contato diretamente com a equipe de Suporte, caso não tenha encontrado solução para seu problema, basta usar a opção ‘Email Us’, que é por onde o usuário poderá mandar um email para o Sitey.

Obs: caso você não saiba inglês, basta usar o Google tradutor e enviar sua mensagem.

Conclusão

No geral, o Sitey está no mesmo patamar que o Wix, sendo até superior em alguns pontos.

Mas se formos considerar o público brasileiro, ele não é capaz de atender suficientemente.

É isso!

Espero que essa análise tenha sido útil para clarear suas ideias sobre as formas de se criar um site com o Sitey.

Saiba mais sobre este projeto, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
5 dicas de como escolher um bom Nome de Domínio

Fechar