Como saber se um serviço de Criação Web é realmente Bom

Tem coisa mais angustiante do que ter que fazer uma escolha mas não ter certeza se está fazendo a coisa certa? E isso fica pior se você não entende do assunto e existem várias opções disponíveis.

É exatamente isso que acontece muitas vezes com quem busca uma forma de criar um site por conta própria. A pessoa fica desorientada, meio perdida, e às vezes acaba escolhendo o primeiro que aparecer, ou “o mais famoso”, ou aquele que oferece mais vantagens, e por aí vai.

Mas isso é normal. Ninguém precisa entender sobre tudo o tempo todo. Ninguém é uma enciclopédia.

Entretanto, em se tratando de criação de sites, há uma maneira bem simples de saber se o serviço é mesmo bom ou se só tem “gogó”, isto é, marketing:

Avalie o PORTFÓLIO DO SERVIÇO.

Isso mesmo! Você deve examinar o portfólio (carteira de clientes).

O Portfólio é, geralmente, uma página contendo todos ou alguns dos clientes que estão usando aquele serviço, onde cada cliente (usuário), possui links que levam ao site criado naquela plataforma.

Portanto, é na ‘página de sites criados’ que você pode conferir tudo (ou quase tudo) que o serviço de criação web é capaz de fazer.

É uma excelente forma de descobrir um pouco mais sobre o serviço.

E o que devo avaliar?

Aqui vão algumas dicas para que você saiba avaliar o portfólio. Basicamente você deve analisar os seguintes itens:

  • Quantidade: quanto mais exemplos tiver, melhor. Você terá mais liberdade para clicar naqueles que mais lhe chamarem a atenção.
  • Atualização:  é interessante ver sites que estão na plataforma por mais de 3 anos. Contudo, também é bom ver aqueles que foram recém criados na ferramenta (O Wix possui uma página de sites organizados em ordem cronológica, onde os mais recentes são mostrados primeiro).
  • Links de visualização: algumas plataformas mostram vários sites criados, porém  não deixam links para que o visitante possa conferir em tempo real o funcionamento dos mesmos, dificultando a avaliação particular de cada website.
  • Usabilidade: ao entrar nos sites, confira sua velocidade de carregamento, a disposição dos elementos, as cores, o design em geral, a facilidade de navegação, entre outros. Veja também a padronização dos sites, ou seja, se eles apresentam estruturas parecidas, então significa que a ferramenta não permite a criação livre do site, mas apenas o uso de modelos-definidos.

E se não tiver portfólio?

Você precisa ter em mente que, se a plataforma não oferece um link de portfólio de clientes ou sites criados, então quer dizer que ela não está sendo totalmente transparente e obviamente há um motivo para ela estar escondendo algo.

Um plataforma que se garanta sem dúvidas vai deixar bem visível os exemplos de sites já criados na ferramenta.

E os modelos?

Modelos (ou templates) não são portfólio. Estes não foram criados por usuários reais e sim por uma equipe especializada. É possível ter uma noção da eficiência da ferramenta através dos modelos, mas o ideal é que o site tenha sido feito por pessoas e empresas reais.

É isso!

Saiba mais sobre este projeto, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
inbound marketing
Inbound Marketing: O que é e como colocá-lo em prática

Fechar