Voog: veja análise do Construtor

O Voog é uma nova versão do construtor Edicy e que agora será substituído pelo novo editor.

O Voog tem interface em português e se mostra muito amigável e convidativo, isto é, sua página inicial tem um belo e inovador design, usa-se de recursos novos e atraentes que chamam e prendem a atenção do visitante.

Ao entrar no site, o internauta se depara com recursos nunca vistos na web (ou quase nunca), como um vídeo de fundo que roda automaticamente e a rolagem de página diferenciada. O layout colorido e cheio de modelos bonitas também é um forte apelo publicitário para encantar o visitante. Dificilmente alguém entra e sai do site sem que tenha clicando no botão fixo ‘Experimente de Graça‘.

Está curioso? Então acesse logo o Voog e conheça.

Templates

Logo antes de iniciar o processo de cadastro, o Voog exibe alguns poucos modelos para escolha (eu contei 9 templates). Ao selecionar um modelo, o usuário já pode se cadastrar no Voog e ganha um prazo de 30 dias para experimentar a ferramenta de graça, sem necessidade de informar dados de cartão de crédito.

Os templates do Voog, apesar de pouquíssimos, foram bem desenhados e estão muito bem estruturados. Também é permitido trocar o template a qualquer momento, mesmo que o site já tenha sido publicado.

O editor

Como dito anteriormente, a interface do editor está toda em português, o que facilita e muito seu uso e o entendimento de suas funcionalidades.

Todos os comandos ficam na parte inferior da página, num rodapé fixo.

Para adicionar recursos ao site, o usuário só precisa clicar sobre a barra e as opções se expandem.

Essas ações servem para adicionar:

  • Conteúdo (texto, galeria, formulário, vídeo e mapa). Não consegui usar o recurso ‘Personalizar’ (ou não entendi como fazer isso).
  • Arquivos (imagens e vídeos).
  • Usar a ferramenta para a criação de um Blog.
  • Ver estatísticas de visitas.
  • Configurar o site.
  • Gerenciar a conta.

Uma informação importante: o editor não permite a movimentação livre dos elementos pela tela e não é possível alocar um elemento em qualquer lugar que se deseja, mas apenas em lugares pré-definidos pelo editor.

Isso significa que, para um usuário novato e inexperiente em criação de websites, ele deverá seguir o design do template à risca, alterando apenas elementos essenciais, como textos, nomes no cabeçalho, no menu, nas páginas, imagens e informações de contato.

Em suma, ele apenas substituirá os valores padrões pelas informações próprias de seu negócio. Poderá também alterar cores e imagens de fundo dos blocos de conteúdo, usando a opção em formato de lápis.

Na edição dos elementos, tive grande dificuldade para encontrar um modo de fazer uma coisa super simples: excluir um conteúdo. Achei que apareceria uma palavra ou ícone com nome de ‘remover‘ ou ‘lixo‘. Só depois descobri que bastava selecionar tudo e deletar o conteúdo que a estrutura continuaria sendo mostrada no editor, mas não na visualização do site.

Outra coisa que notei é que, pelo menos para os mais inexperientes, toda aquele show de recursos inovadores que são mostrados na página inicial do Voog, não são oferecidos no editor. Há poucos elementos que podem ser adicionados e não há uma galeria de Widgets (como o Wix App Market, por exemplo) que ofereça recursos extras ao editor.

O editor fornece acesso aos códigos HTML e CSS, para que o usuário possa personalizar o site de forma mais livre (se ele entender de códigos). Contudo, não encontrei um modo fácil de se ter acesso a essa função.

As alterações feitas dentro do editor tem efeito imediato, em tempo real. Significa que um visitante poderá ver uma alteração mesmo antes desta ter sido editada corretamente.

Domínio

O Voog permite a compra ou adição de um domínio existente.

Preços

Os preços das assinaturas do Voog são apenas em Euro e os planos são:

  • Standart, a 8 euros por mês, com 2 Gb de armazenamento, 3 idiomas (para sites multilíngues) e até 30 páginas, Domínio próprio e uma página que pode ser protegida por senha (acesso restrito).
  • Plus, a 14 euros por mês, com 10 Gb de armazenamento, ilimitados usuários, páginas e idiomas, domínio próprio grátis, páginas protegidas por senha, ferramenta de catálogo de produtos.

Site Móvel

Um site para aparelhos móveis é criado automaticamente, mas não pode ser editado.

Conclusão

O Voog tem uma boa proposta, mas peca no número de limitações que apresenta e na impossibilidade de uma liberdade de criação do design.

A interface em português é um grande avanço e uma ajuda imensa para a edição das páginas, mas os planos nos valores de moeda européia desestimulam a contração de assinaturas que, além de fazerem o usuário procurar uma instituição para converter a moeda de real para euro, o valor do euro diante do real está 3 vezes superior, o que, no final das contas, encarece bastante o plano.

Mas o Voog é uma grande novidade, e tem 30 dias de teste totalmente gratuito.

Saiba mais sobre este projeto, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
Comércio Eletrônico – Como Sobreviver a este Nicho tão Competitivo

Fechar