Conselhos para ter um Site bem organizado – Parte 2

Em continuação à nossa série de artigos que visam ensinar o leitor a desenvolver sites de forma mais consciente, buscando a melhor experiência do usuário web e o foco na conversão, temos hoje mais um artigo que mostrará novas dicas importantes para organizar o website de modo mais produtivo.

São informações valiosas tanto pra quem já criou quanto para aqueles que ainda estão criando o site. Conheça a primeira parte dessa série aqui.

Prossiga nas dicas:

Adicione as “Dúvidas Frequentes”

Direto ao ponto, “sem mais delongas e sem enrolação”. Isso é o que um visitante quer encontrar quando acessa a página “Dúvidas Frequentes“, em que as etapas do processo de venda de produtos ou a contratação de serviços da sua empresa são todas esclarecidas com as principais e recorrentes dúvidas de seus clientes.

Nessa hora é fundamental colocar-se no lugar dele, buscando abordar exatamente uma questão ou informação relevante. É super proveitoso quando o cliente entra em contato já sabendo como a sua empresa trabalha, além de também ser um benefício pra você, visto que não terá que explicar todo o be-a-bá do processo, agilizando assim o atendimento.

Sendo essa uma das páginas mais acessadas do site, é importante que os textos não sejam muito grandes, pois o cliente quer uma informação rápida.

Não tenha receio de mostrar como funcionam os serviços de sua empresa, visto que essa tática de “esconde esconde” é uma técnica de marketing obsoleta. Se sua empresa fornece exatamente o que o cliente procura, a possibilidade dele entrar em contato é quase certa.

Contador de visitas

O Google Analytics é a melhor ferramenta de estatísticas que existe, e além de tudo é gratuita. Com ele é possível visualizar todos os dados de navegação de um site e o perfil dos visitantes que o acessam, um conhecimento que só cabe ao administrador do site.

Um contator de visitas, além de ser um elemento antiquado, não garante que os dados apresentados sejam corretos, o que o torna pouco confiável. Além do mais, é irrelevante para o visitante saber quantas pessoas já acessaram aquela página, esse fato não influencia em quase nada. Sem contar que se o site for pouco visitado, os números baixos do contador podem prejudicar o marketing da empresa.

Responda os contatos

Da mesma maneira que é desagradável ficar horas esperando para ser atendido pelo call center de alguma prestadora de serviços, é igualmente desestimulante ao cliente quando seu contato demora a ser respondido. Seja por telefone, blog, email, formulário do site, perfil social, etc. A demora no atendimento ou, pior, a falta do mesmo, pode fazer sua empresa perder um iminente negócio e ainda ter a imagem mal vista.

Um email prontamente respondido transmite presteza e atenção, já um outro que retarde a resposta, demonstra desleixo, falta de interesse e de compromisso. É assim que funciona.

Atenção no comentários

Ninguém pode agradar a todo mundo, e as críticas fazem parte da caminhada de qualquer empresa ou profissional liberal. Se você tem um canal de comunicação aberto ao público, como comentários no Blog ou em qualquer outra página do site, tenha em mente que todo tipo de opinião pode aparecer. Sendo assim, não hesite em barrar mensagens que apresentem conteúdo baixo, como palavrões, ofensas pessoais ou à empresa, Spam, divulgação, entre outros.

Esse tipo de comentário tem o único objetivo de denegrir a imagem do seu negócio. Mas é importante não exagerar e acabar censurando os comentários críticos, aqueles que as pessoas usam de sinceridade e que podem servir até para conhecer os problemas da empresa através do feedback dos clientes.

Além do mais, um produto ou serviço onde a avaliação dos clientes consta somente de comentários positivos, acaba tirando a credibilidade do site.

Versões em outro idioma

Só pelo título deste tópico você já deve perceber que essa dica cabe somente para aquelas empresas que buscam clientes e fornecedores estrangeiros, onde se torna indispensável ter um site com mais de 1 idioma.

Nesse item, é interessante que todos os textos e páginas sejam traduzidos para o outro idioma, isso fará com que os clientes e parceiros de outros países tenham suas dúvidas e informações esclarecidas. Mais um ponto positivo é que a imagem da empresa é beneficiada quando o site tem mais de uma versão de linguagem.

Conclusão

Por enquanto é isso. Em breve teremos mais dicas sobre organização profissional de um site.

Confira a outras partes.

Avalie e comente este artigo!

Saiba mais sobre este projeto, aqui.

2 comentários para “Conselhos para ter um Site bem organizado – Parte 2”

  1. Por Bruno

    Responder

    • Por Gabriel Martins

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
Fazer site
Nova categoria “Como fazer um site” – Um Guia prático para Iniciantes

Fechar