Conselhos para ter um Site bem organizado – Parte 1

A criação de um site não se dá de forma mágica, em que baste escolher um construtor de sites, selecionar um template, inserir seu conteúdo e por fim, adicionar um domínio e já está tudo pronto. Não é e nem pode ser simples assim, pois mesmo não havendo a necessidade de ter que lhe dar com códigos e programação, quem deseja ter um site profissional precisa ficar atento à muitos outros pontos valorosos, que farão toda a diferença no resultado final do seu projeto.

Abaixo seguem alguns desses pontos, são conselhos que ajudarão a deixar seu site mais organizado, com um visual mais limpo e com uma melhor experiência para o usuário.

Confira:

Escreva de forma correta

Errar é humano, mas não abuse desse atributo, principalmente em se tratando de um momento tão crítico para o bom desempenho do seu negócio. Trate os textos do seu site como se estivesse preparando um discurso ou uma apresentação corporativa, em que você sabe que precisa estar impecável. No caso de um site, ainda existe um agravante de ser um conteúdo estático, isto é, passível de revisão, e os visitantes sabem disso.

Fique longe do “faser“, “menas“, “os operário são“, etc. Erros gramaticais grotescos e repetitivos podem prejudicar a credibilidade não só do site, mas de toda a imagem da empresa, pois assustam as pessoas.

Evite mensagens de fé

Você tem toda a liberdade de ser um religioso fervoroso e convicto, mas sua empresa não. Isso não é ser preconceituoso ou intolerante, é porque é inconveniente mesmo. Inserir mensagens como “Deus seja louvado“, “Jesus é o Senhor“, “Deus é amor“, pode ser perfeito para você, mas poderá fazer com que a maioria de seus potenciais clientes se afastem, pois eles irão sentir que entraram numa página feita para um público restrito.

Se serve de consolo, esta dica é de um religioso convicto, lembre-se que você está aqui para vender seu peixe, não para convencer as pessoas de algum significado do peixe, afinal, existe hora e momento oportuno para isso. No mundo dos negócios, manifestação de fé é visto como invasão do espaço alheio e você precisa separar essas duas áreas.

Cuidado com as cores

Cor é sempre um tema que divide opiniões entre os especialistas em Webdesign. O fato é que não existe fórmula pronta para se definir as cores que devem compor um site, e nessa confusão de ideias, o jeito é seguir as recomendações mais básicas e evitar erros extravagantes, como uma página com fundo vermelho e texto rosa, ou fundo branco e texto cinza claro, quase ilegível, etc.

É essencial usar o bom senso nesses casos, como tons que se encaixem ou aqueles que apresentam contrastes compatíveis. O preto, o branco e o cinza comumente são cores neutras, isto é, combinam quase sempre com o estilo de todo o site. Evite sempre a aplicação de inúmeras cores (igual aquele da novela Meu Pedacinho de Chão), pois isso causa uma tremenda desordem na cabeça do visitante, além de representar amadorismo.

Para complementar essa questão das cores, recomendo a leitura do texto “Psicologia das Cores“, para um melhor entendimento.

Textos curtos são mais lidos

É claro que você quer contar a história da sua empresa, desde o primeiro minuto que teve a ideia de montá-la até o dia de sua inauguração, mas essa correria da internet deixou as pessoas mais exigentes e impacientes, textos longos causam repugnância e tem tendência ao afastamento. Prefira parágrafos curtos e mais objetivos, focados em transmitir a mensagem ao cliente, sem ficar “enxugando gelo”. Recomenda-se no máximo 30 linhas (não 30 palavras, mas sim 30 linhas).

Cuidado com as animações

Efeitos e animações são excelentes recursos para atrair a atenção do visitante e tornar um site mais sofisticado. Contudo, é necessário ter cautela para não causar “enjoo” nas vistas do internauta, além de correr um grande perigo de infantilizar e até ridicularizar a imagem da empresa. Animações são funcionalidades incríveis, mas seu uso abusivo pode trazer sérias consequências.

Humanize o site

Ter fotos de pessoas no layout do site ajuda a torná-lo mais humano e menos máquina, a consequência disso é uma imagem mais pessoal entre empresa e cliente. Essa estratégia pode ser muito positiva para a conversão do site.

Invista em qualidade

E por falar em imagens, é fundamental não usar imagens já muito rodadas pela web, como aquelas que você encontra no Google Imagens, pois transmitem falta de comprometimento e amadorismo. Você pode contratar um profissional de fotografia para fazer as imagens da sua empresa ou pode usar bancos de imagens profissionais, como os descritos neste artigo.

Atenção nas fotos

Ainda no assunto imagens, é imprescindível tomar os devidos cuidados para não acabar dando com os burros na água e danificar a imagem da empresa. Postar as fotos da festa de fim de ano na Galeria do site, pode não ser uma boa ideia, assim como inserir fotos que tenham fundo com ambiente desarrumado ou que entregue algum problema temporário na estrutura da empresa. Os clientes valorizam a transparência da organização, mas é bom ter prudência e fazer isso da maneira correta.

Fuja de termos técnicos

Não se engane, nem todo mundo que entra num site sai dele sabendo do que realmente se trata. Muita gente sai confusa e cheia de dúvidas, talvez até com mais do que tinha antes. Isso acontece porque muitas empresas usam termos técnicos e específicos da sua área de atuação para descrever os produtos e serviços que ela oferece, a consequência disso é a perda de potenciais clientes.

As pessoas não estão acostumadas com essa linguagem técnica e seu site precisa se comunicar com elas de uma forma simples e acessível, fácil de um leigo entender.

Nunca abandone o site

É frustrante entrar num site que tenhamos nos interessado e só depois de gostar de algum serviço, repararmos que sua última atualização foi em 2008, por exemplo. Um site abandonado perde a credibilidade instantaneamente e ganha o afastamento dos clientes em potencial.

É indispensável manter um site atualizado, de preferência com um blog que fale sobre tudo que acontece no seu mercado de atuação, para também atrair mais visitas através das buscas orgânicas.

Conclusão

Estas foram algumas dicas importantes que podem fazer a diferença na conversão do seu site, vale lembrar que um website está a todo momento em processo de análise, onde cada visitante é o juiz.

Confira a Parte 2 aqui.

Fique a vontade para comentar  e avaliar este artigo.

Saiba mais sobre este projeto, aqui.

1 comentário para “Conselhos para ter um Site bem organizado – Parte 1”

  1. Por maria eduarda de souza

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
9 grandes Agências para criação de Sites no Rio de Janeiro

Fechar