O que é e como fazer ‘Native Ads’?

A publicidade é uma das ferramentas mais utilizadas nos dias atuais para captar ou fidelizar clientes, visando atingir a meta de vendas mensal de uma empresa, além de conquistar novos consumidores para maior reconhecimento e melhor posicionamento da marca perante o público-alvo.

Na área de marketing e publicidade, há diversos mecanismos que são disponibilizados constantemente, com inovações que podem trazer às formas de divulgação possíveis, assim como acontece com o Native Ads, um novo formato de publicidade que é utilizada na internet.

O que é Native Ads?

Em tradução literal, Native Ads significa publicidade nativa, anúncios nativos ou anúncios sociais, resumindo todo o conteúdo publicitário que é inserido em páginas diversas, sem que o mesmo possa ser notado pelos leitores como a divulgação de uma marca, produto ou serviço.

O fator para que a publicidade passe “despercebida” pelo público-alvo, sem banners em destaque ou símbolos que caracterizem o espaço publicitário, é o segmento dos padrões de determinada página, ou seja, o conteúdo divulgado é exibido com o mesmo layout e fonte que é utilizada para postagens comuns, permitindo misturar-se aos outros conteúdos, normalmente captando os leitores que interessam-se pela página e não gostam de ficar prestando atenção ou sendo incomodados por anúncios em diversos espaços da página.

O único fator que identifica o Native Ads é devido à assinatura da postagem, normalmente com uma pequena frase identificando que o conteúdo foi promovido por determinada empresa, inserindo o nome da organização para que os leitores possam identificá-la como uma publicidade. Símbolos também podem ser utilizados no caso, assim como a logomarca, por exemplo.

Algumas plataformas e páginas adéquam-se perfeitamente à prática do Native Ads, assim como: blogs, Facebook, Tumblr, Instagram, Twitter, dentre outros.

Como fazer Native Ads?

O Native Ads pode ser colocado em prática de diversas formas de acordo com a plataforma escolhida para a utilização e veiculação do anúncio.

No Facebook, o conteúdo do Native Ads será pouco diferenciado, inserindo uma postagem normalmente na Fan Page da própria empresa e contratando o Ads relacionado ao Facebook para que o mecanismo possa divulgar a ideia para todas as pessoas, mesmo que não seguidoras, possam reconhecer a marca e os produtos ou serviços indicados, de acordo com o perfil do público-alvo indicado.

Para blogs, Twitters, dentre outras redes sociais, é possível, primeiramente, preparar um conteúdo interessante para informar aos internautas sobre o estilo da empresa, quais os objetivos, produtos comercializados, dentre outras informações que julgar importante, visando atrair os clientes e futuros consumidores.

Após a elaboração do conteúdo, é necessário buscar celebridades, artistas ou até mesmo blogs do segmento desejado, normalmente de acordo com o nicho de mercado no qual a empresa está inclusa, para negociar a inserção da postagem, visualizando alguns preços que podem ser estipulados pelos donos da página, normalmente demarcados como um publieditorial, tornando-se uma prática muito semelhante à inserção de dados dentro do layout do site, sem interferir na leitura dos internautas.

O intuito do Native Ads é adequar-se à página, assim os conteúdos e modelos podem ser modificados de acordo com a necessidade de cada espaço de divulgação cedido.

Este artigo foi escrito por um autor convidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

65 milhões de pessoas, ONGs e empresas já criaram seus sites no Wix. Crie o seu AQUI

¤
Leia mais:
ECommerce
Tudo que você precisa saber antes de montar uma Loja Virtual

Fechar